Cintia Rosa Dias, Advogado

Cintia Rosa Dias

Praia Grande (SP)
3seguidores5seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

advogada

Principais áreas de atuação

Direito de Família, 33%

É o ramo do direito que contém normas jurídicas relacionadas com a estrutura, organização e prote...

Direito Previdenciário, 33%

É um ramo do direito público surgido da conquista dos direitos sociais no fim do século XIX e iní...

Direito Administrativo, 33%

É um ramo autônomo do direito público interno que se concentra no estudo da Administração Pública...

Recomendações

(30)
Christina Morais, Advogado
Christina Morais
Comentário · há 7 meses
Texto muito legal, pra quem quer crescer. Eu já tentei crescer e me deu tanta dor de cabeça, que descobri que minha vida era melhor antes, então dei um passo atrás. Explico: a pior coisa foi a parte de "delegar". Nunca recebi a tempo e a hora uma petição que prestasse, só pra começo de conversa. Acho que eu perdia mais tempo corrigindo do que o tempo que eu gasto fazendo sozinha. As pessoas não têm compromisso quando o negócio não é delas. As contas do escritório aumentam exponencialmente. E como você é o único responsável, bem, você é o único responsável. Nunca tive tão pouco dinheiro para gastar comigo como quando ganhei um pouquinho mais no infeliz "crescimento". Odiei. E não estou falando de abrir mão do carrão que você ilustrou. Estou falando de abrir mão de lazer e roupa boa. Deus me livre. Eu me orgulho de ter podido algum dia ter ajudado alguém a iniciar sua vida, a começar a ter o gostinho de alcançar alguma coisa. E é muito bom reencontrar na rua e ver nos olhos, o carinho, a gratidão, que a pessoa tem por nós em razão disso tudo. Mas isso pra mim, teve um custo, que depois eu decidi que não estava nem um pingo a fim de bancar. Mudei de estratégia. Passei a parcerias. Mesma coisa, foram entrando e saindo, pois não ia dando certo. E, de novo, serviço acumulando. De um jeito ou de outro, adivinha quem arrumou muito mais serviço e, espantosamente, nunca esteve tão sem grana? Euzinha aqui. Enfim. Crescer é muito bonito, mas você se esqueceu de uma coisinha que é essencial ao crescimento: provisão financeira de uns cinco anos, pelo menos. Sim, crescimento é algo que pesa. E muito. Então, se a pessoa não tiver provisões para aguentar o peso, é melhor não crescer. Crescimento não significa sucesso. E o não crescimento também não é insucesso. Hoje, estou num escritório compartilhado, cuidando de minha vida, e assumindo aquilo que posso realizar com minhas duas mãos. E tem sido uma bênção. E sim, o cliente compra sua marca. A minha é a certeza que o meu cliente tem de que sou eu mesma quem vai cuidar do caso dele, afinal, o outro cliente satisfeito que me indicou, indicou o meu nome e não o nome de sabe Deus quem estiver trabalhando pra mim. Minha marca é essa: atendimento personalizado e individualizado. E acredite: essa marca é forte o bastante para que eu me ocupe o suficiente para viver da advocacia, de forma independente e acima de tudo: com muito sucesso e felicidade na vida, tanto profissional quanto pessoal. Por isso eu digo a quem estiver lendo este artigo e este comentário: não se desespere se a realidade do artigo te parecer algo inacessível. Não entre em pânico. Você pode ter muito sucesso por sua conta e risco. O crescimento, se tiver que vir, virá e ainda digo mais: só o assuma quando tiver uma boa provisão. Assim, você não sentirá o peso do crescimento, só as benesses. Porque se não for pra ser assim, nem vale a pena crescer. Entre o peso dos encargos, que podem te custar inclusive o seu bom nome (serviço inferior, prazos perdidos, etc), e o peso do seu nome, escolha o peso do seu nome. Acredite no seu nome. Esse é o único que ninguém nunca poderá tirar de você, então cuide bem dele. E cuidado com crescimento mal planejado, que é um tiro no pé. Então, parafraseando o título do artigo eu diria: "Esteja preparado financeiramente para crescer". Um dia quem sabe sai aquela bolada numa ação maiorzinha e aí você poderá investir isso no seu crescimento. Se esse dia não chegar, pelo menos, quando morrer, ainda assim dirão de você: "era um ótimo advogado". E não "tomara que esteja no inferno", que é o que dizem ex clientes insatisfeitos por péssimos serviços prestados por uma banca desorganizada de um advogado deslumbrado que "cresceu" sem ter condições de crescer. É o velho ditado: tamanho não é documento.

Perfis que segue

(5)
Carregando

Seguidores

(3)
Carregando

Tópicos de interesse

(10)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Cintia
(13) 3302-40...Ver telefone
(13) 3302-40...Ver telefone
Rua Colombia, 876, sala 21 - São Paulo (Estado) - 11702020

Cintia Rosa Dias

Rua Colombia, 876, sala 21 - São Paulo (Estado) - 11702-020

(13) 3302-40...Ver telefone

(13) 3302-40...Ver telefone

Entrar em contato